24 outubro 2023

Mindfulness e produtividade: como a atenção plena interfere na performance do trabalho

Gerenciamento de equipes
Mindfulness e produtividade: como a atenção plena interfere na performance do trabalho

Em um mundo com cada vez mais distrações, garantir o foco dos colaboradores no trabalho pode se tornar um diferencial para o seu negócio

Um dos grandes desafios do mundo moderno corporativo é o volume de situações que tiram a atenção e o foco durante a nossa jornada de trabalho. E-mails surgindo em sua caixa de entrada, mensagens no Whatsapp, a dúvida de um colega, aquela passada de olho nas redes sociais… É difícil estar com a atenção plena em uma atividade apenas.

E isso gera um impacto em nossa produtividade, especialmente para aqueles com maior dificuldade para recuperar o foco no que estava fazendo. E é esse o principal objetivo do mindfulness, uma técnica budista que pode transformar a relação das pessoas com o trabalho – e com a vida em geral.

O termo inglês mindfulness pode ser traduzido por atenção plena – voltado a pessoas de qualquer idade e sem relação com crenças ou religião.

Os princípios por trás do mindfulness

Há teorias complexas a respeito do mindfulness, mas, de forma sucinta, é possível estabelecer três princípios fundamentais:

Presenteísmo, o que representa o ato de viver o momento atual, sem preocupações com o passado ou o futuro.

Aceitação, compreendendo que cada prática e atividade leva ao surgimento de pensamentos e sentimentos, deixando que eles fluam livremente, sem julgamentos.

Não-reação, talvez seja um dos aspectos mais complexos do mindfulness. Receber estas informações e sinais e não reagir de imediato.

Os benefícios da prática

Estar presente naquele momento resulta em uma melhora na performance dos colaboradores em diferentes áreas, como demonstram alguns estudos:

– Uma meditação de 15 minutos pode ajudar as pessoas a fazerem escolhas mais inteligentes.

– Aprender estas práticas e técnicas impacta diretamente na criatividade.

– Aumento da capacidade de resolver problemas, com momentos de insights.

– Amplia a atenção: foi o que mostrou um estudo conduzido com pessoas entre 55 e 75 anos.

Não à toa, ao longo dos últimos anos, a prática do mindfulness passou a ser cada vez mais estudada, inclusive em relação à aplicação no mundo corporativo.

Isso porque, se for bem-sucedida, pode gerar resultados interessantes, como:

Aumento da concentração e da criatividade

Contribui para desenvolver a capacidade de foco, especialmente em um mundo que apresenta inúmeras distrações. Um foco mais restrito pode ser o caminho para encontrar soluções criativas para problemas.

Redução do estresse

Os princípios de aceitação e de não-reação contribuem para que as pessoas aprendam a lidar com estresse, expectativas e ansiedade.

Tomada de decisão mais assertiva

O ato de não reagir instintivamente leva as pessoas a aprofundarem sua visão sobre determinados temas antes de tomarem decisões. Com isso, passam a ter um entendimento mais objetivo da situação.

Redução de afastamentos

Muitas pessoas não conseguem estabelecer limites entre a vida pessoal e a profissional. O mindfulness ajuda a controlar a rotina de modo a separar os momentos, mesmo em home office, reduzindo ansiedade e a depressão e diminuindo afastamentos de ordem mental.

Estamos falando de pessoas mais focadas, menos estressadas e com uma capacidade de tomada de decisão mais inteligente, analisando antes de reagir de forma abrupta.

Como promover o mindfulness no trabalho

Ao analisar as vantagens desta prática, as organizações podem auxiliar os colaboradores na busca pela adoção dessas práticas no dia a dia. É possível separar isso em dois momentos.

Inicialmente, as empresas precisam ensinar as principais práticas de mindfulness, o que pode ser feito em cursos e capacitações específicas dessa soft skill. Estas orientações podem ocorrer tanto via online quanto presenciais, dando condições para que as pessoas possam se desenvolver.

Nesses cursos, estarão dicas simples para simplificar o mindfulness, como:

Técnicas de respiração, que podem ser adotadas ao longo do dia ou em momentos de maior estresse;

Organização para o foco, que considerem lidar com o celular e fechar aplicativos e outros programas que tirem o foco e a concentração;

Planejamento do dia, que pode ser separado em momentos de foco total, com aqueles para responder as pessoas (em e-mails ou whatsapp) e incluir pequenas pausas, que ajudam a reduzir o cansaço e a fadiga;

Aumento da autoconsciência, o que pode ser obtido com práticas como meditação, atividades físicas e até a leitura.

Em um segundo momento, o papel das empresas é criar um bom ambiente de trabalho e dar condições para que essas práticas sejam executadas, sobretudo por parte dos líderes.

De nada adianta promover um curso, se um colaborador acumula tarefas e não tem tempo para planejar o seu dia ou fazer pequenas pausas. Saber técnicas de respiração não vai resolver o seu problema, certo?

Portanto, o mindfulness é uma prática que pode ser muito benéfica para as pessoas, tanto no âmbito pessoal quanto profissional. Ao cultivar a atenção plena, é possível aumentar a produtividade, melhorar a saúde mental e a qualidade de vida.

Posts Relacionados

Por que locar em um strip mall?
19 fevereiro 2024

Por que locar em um strip mall?

Listamos, abaixo, 6 benefícios que explicam os motivos para tomar esta decisão: baixa concorrência, facilidade de compra, visibilidade e...

LEIA MAIS Seta
O que é comércio de vizinhança?
12 fevereiro 2024

O que é comércio de vizinhança?

Locais são os queridinhos de quem não tem muito tempo e prioriza a praticidade no dia a dia Os...

LEIA MAIS Seta
A importância da curadoria para um strip mall
05 fevereiro 2024

A importância da curadoria para um strip mall

Mix de lojas e serviços é fundamental para garantir o sucesso deste empreendimento, que mescla o melhor das lojas...

LEIA MAIS Seta

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você estará de acordo com as condições.