02 agosto 2022

O que é arquitetura de experiência?

Tendências
O que é arquitetura de experiência?

A preocupação com o design pode valorizar a forma como clientes e colaboradores enxergam uma empresa e os seus produtos; entenda mais sobre a arquitetura de experiência neste artigo

A arquitetura pode gerar um impacto emocional sobre as pessoas. Os espaços pelos quais passamos podem interferir ou melhorar as nossas vidas, e a arquitetura de experiência é uma forma de construir um design que se conecte com as pessoas e transmita as emoções e mensagens desejadas por uma organização, até mesmo influenciando a sua tomada de decisões.

A estrutura e o design de um supermercado são construídos para que o consumidor passe por toda a loja para consumir os seus produtos. Os itens que ficam na fila do caixa são escolhidos a dedo para despertar aquele desejo de compra de última hora. Essas decisões são feitas para incentivar os consumidores a comprarem mais, mas o design pode ainda ampliar essa experiência.

Para isso, a arquitetura de experiência trabalha com os sentidos: visão, audição, paladar, olfato e tato. Os consumidores identificam seus desejos e necessidades, avaliam as opções e tomam as decisões naquele momento. Agir em sua percepção influencia também a forma como os produtos, o serviço, o conteúdo, o preço, entre outros aspectos, são vistos e entendidos.

Por isso, o investimento em uma arquitetura de experiência pode trazer grandes retornos, especialmente se atuar em aspectos sensoriais dos clientes e despertar sensações que incentivem as compras ou justifiquem o pagamento de um preço mais alto. 

Boa parte dessas estratégias necessita de áreas amplas, que possam ser modificadas, como uma loja de mais de 850 m2 no edifício World Business, disponível para locação no Centro Cívico, em Curitiba.

Com o que se preocupar em uma arquitetura de experiência?

– Trajetória

Qual a trajetória/caminho a ser seguida pelos consumidores? A ideia é pensar na trilha que será percorrida pelos visitantes/clientes e como isso vai influenciar na visão deles sobre o negócio. Em geral, são itens presentes em nossa percepção horizontal, pelo qual vamos passar quando estamos em movimento e geram nossas impressões.

– Espaço

Um dos grandes desafios é entender o espaço existente e pensar em elementos que contribuam para a construção da experiência do cliente ou usuário. Nesse critério, estão incluídas também as áreas verticais, já que as percepções de elementos acima e abaixo são diferentes das horizontais. A arquitetura de experiência deve pensar e incluir formatos valorizando a estrutura existente.

– Cor

Como falamos no artigo sobre mobiliários, a cor é um item essencial de decoração de escritórios. A escolha por elas deve considerar uma série de fatores, incluindo as reações emocionais e as relações que elas desenvolvem com as marcas. Alguns exemplos de cores e as percepções que despertam:

Amarelo – Relaciona-se com intensidade e brilho em uma associação com o sol.

Vermelho – Desperta a percepção de precisão e atenção: não à toa, é usada em sinais de alerta e perigo.

Azul – Traz um ar de mais tranquilidade e relaxamento (relação com céu e mar), dando mais espaço para a imaginação.

Verde – Cria a impressão de um ambiente natural e orgânico e também se relaciona com estabilidade e sustentabilidade.

Branco – Mensagens de limpeza e pureza. Por esse motivo, é muito ressaltada em ambientes relacionados à saúde, como os hospitais, os laboratórios e as clínicas.

Componentes de construção

As escolhas do design vão trazer diferentes perspectivas para os usuários, como por exemplo:

– Pés direitos mais elevados incentivam o pensamento livre (aplicado em bibliotecas), enquanto tetos mais baixos permitem que o cliente se foque mais naquilo que deseja.

– A escolha dos materiais deve levar em conta a sensação que eles trazem. Carpetes confortáveis estão associados a uma maior permanência em espaços, assim como a opção pela música, que deve estar em um volume adequado e se integrar ao ambiente.

– Iluminação é fundamental, conforme explicamos em nosso post sobre iluminação circadiana. A mesma lógica aplicada para os colaboradores funciona também para os visitantes e clientes.

– Mobiliário pode incentivar a interação ou permitir que as pessoas circulem de forma isolada. São as escolhas usadas pelos designers que aproximam ou afastam um negócio de seus propósitos.

– Tecnologia

É cada vez mais comum a aplicação da tecnologia em muitos espaços, inclusive para criar um ambiente de interação que pode reforçar muitos dos conceitos buscados pelo design. Além disso, se houver sucesso nessa estratégia, a empresa ganha um ar de modernidade e inovação, algo que é buscado pela maioria das organizações.

Foco na entrega é fundamental

É importante ressaltar que mais do que parecer é preciso que a entrega dos produtos ou serviços esteja alinhada com aquilo a que a empresa se propõe. O design é um elemento importante, mas uma experiência incrível não vai substituir as promessas feitas pela marca em relação ao desempenho de seu produto ou serviço.

Não adianta construir uma arquitetura de experiência verde, recheada de materiais reutilizáveis, se a sua organização não for de fato sustentável e cumprir com os requisitos de ESG – termo que representa na língua inglesa “Environment, Social and Corporate Governance”, que, traduzidos, significam “governança ambiental, social e corporativa”, conforme abordamos neste texto

Além da loja no edifício World Business, conheça nossos dois edifícios com certificação LEED Gold, o Neo Corporate e JG1698, ambos contam com espaços nos quais sua empresa pode pensar em uma arquitetura de experiência voltada tanto ao público interno quanto ao externo.

(Fotos: Freepik)

Posts Relacionados

Work-life balance: saiba a importância de se ter
17 junho 2024

Work-life balance: saiba a importância de se ter

Termo em inglês se refere ao equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal para os colaboradores de empresas,...

LEIA MAIS Seta
Como será o mercado de trabalho em 2030?
10 junho 2024

Como será o mercado de trabalho em 2030?

Listamos 7 características que devem ser importantes para as profissionais atraírem o olhar das empresas, considerando a evolução da...

LEIA MAIS Seta
Como montar um escritório confortável e eficiente?
03 junho 2024

Como montar um escritório confortável e eficiente?

Um escritório confortável deve ser focado na produtividade e no bom rendimento dos colaboradores, sem deixar de lado a...

LEIA MAIS Seta

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você estará de acordo com as condições.